Domingo, 2 de Dezembro de 2007

Felizmente há bom senso!

Acabo de saber que o Ministério da Cultura sempre  exerceu o direito de preferência na aquisição do quadro de Giovanni Pietolo .

Ainda bem!

Mas a Sr.ª Ministra, ufana, veio dizer que tal tinha sido possível porque existia dinheiro disponível relativo à  indemnização de  € 6 000 000,00 recebidos como compensação pelo roubo de um conjunto de peças únicas do nosso património , há anos atrás.

Fraca justificação, esta, pois permite-nos concluir que sem essa "benesse" o Ministério da Cultura não tinha aberto os cordões à bolsa.

Estranho país este, estranhos governantes estes que se dão por satisfeitos pelo facto do desaparecimento de umas peças e consequente indemnização recebida ter permitido adquirir uma outra!!!

 

Já que falamos de bom senso...

Na passada sexta-feira a Ordem dos Advogados elegeu novos membros para todos os seus órgãos, a saber, Conselhos Distritais, Conselho Geral e Bastonário, Conselho Superior e Caixa de Previdência.

Ora, em resultado da votação  três dos seus  órgãos  passaram a ser  ocupados por membros de listas concorrentes e que , em período pré-eleitoral, se posicionaram de forma distinta perante os desafios que se colocam ao exercício da  profissão e perante a forma  como as reformas na justiça têm vindo a ser implementadas.

Como será , no futuro, a   coexistência entre um Bastonário com as características do Dr. Marinho, um Presidente do Conselho Superior como o Dr. José António Barreiros e um Presidente do Conselho Distrital de Lisboa ( o maior de todos os Conselhos),  como o Dr. Carlos Pinto de Abreu?

Espera-se, deseja-se, exige-se pelo menos bom senso...

De todo o modo, os meus parabéns a todos e que consigam desenvolver um bom trabalho, tendo em conta que a Justiça é um dos pilares fundamentais do Estado de Direito e que ultimamente tão maltratada tem sido.

Porque, se os Tribunais julgam os Homens, estes não deixarão de julgar os Tribunais!

 

música: One last chance
publicado por pracana às 15:02
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De João Viegas a 4 de Dezembro de 2007 às 15:03
Pensava que o meu amigo iria falar da salganhada que o PSD está a arranjar em Lisboa (mais uma vez...).

Um abraço
De pracana a 4 de Dezembro de 2007 às 16:31
Oh, meu caro...
A sua alegada "salganhada" não o é, desde que explicada.
Quando o Estado paga a 2 e 3 anos, porquê e de repente querer pagar dividas com menos de 30 dias?
Se as dívidas de curto prazo orçarão em cerca de 340 milhões, porquê pretender 500 milhões?
A contar com um futuro, de conteúdo incerto?
Isto é o mesmo que um de nós necessitar de um financiamento de x para suportar o pagamento de uma determinada divida, mas pedir ao Banco x + y porque, no futuro, poderá acontecer algo.
Manda o bom senso que, se porventura for necessário contrair mais tarde outro empréstimo, que se peça então.
Parece-me , pois, que a decisão correcta deveria consubstanciar-se na aprovação de um empréstimo absolutamente necessário ao pagamento das dividas , mas não de hipotéticas dividas futuras.
Ou o Sr. Presidente da Câmara de Lisboa está a contar governar tão mal que não conseguirá com a sua gestão, certamente criteriosa , encontrar meios de financiar o défice.
Felizmente para os lisboetas o aumento das taxas tem de ser apreciada por uma Assembleia onde a oposição se encarrega de fiscalizar excessos não justificados.
Não penalizemos os mesmos de sempre!
Já agora: porque não criticaram a oposição e nomeadamente o PSD na Assembleia Municipal de Lisboa quando foi chumbada a proposta da Câmara de aumento das taxas de IMI para a cidade?
Como diria o saudoso Fernando Pessa "E esta , heim !!".
De rui.freitas a 6 de Dezembro de 2007 às 23:54
Ora aí está, Amigo e Companheiro Pracana,
É que, por vezes, convém criticar umas atitudes mas calar outras!
Sempre achei muito mal explicada, essa "ânsia" do presidente da CML querer que a AML lhe concedesse "de mão beijada" uma "almofada" tão confortável de 140 milhões de euros...
Com o dinheiro dos outros, eu também "governaria" a minha casa com desafogo. Só que tenho que gerir aquilo que possuo e não o que virei a possuir.
Do mesmo modo - e como bem dizes - também me apeteceria ir ao banco pedir o tal empréstimo de X + Y... não vá o diabo tecê-las, não é?
O "engraçado", é que agora é o próprio PS a dizer que foi o PSD que cedeu, quando aquilo que ouvi em directo foi exactamente o contrário... António Costa (a muito custo) é que cedeu... e ainda bem!
Já agora, explica-me uma coisa, se puderes: o que aconteceu ao nosso comum amigo João Viegas que, de repente, "desatou" a comentar em diversos blogs? Sim... de repente!

Comentar post

.pesquisar

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.posts recentes

. E o "25 de Abril" também ...

. Natal de outrora!

. Passagem para a "outra ma...

. Uma passagem pedonal em Q...

. Bastonário , procura-se!

. Oeiras ou a Imaginação ao...

. Dr. Lopes da Mota, DEMIT...

. Comemorar o 35 de Abril?

. RAMALHO EANES: coerência ...

. A HONRA OU A VIDA?

.arquivos

. Abril 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds