Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2008

PSD a duas vozes!

Sabemos que o PSD é um grande partido. Diz-se, com toda a propriedade, que é o partido mais português. E, pelo que vimos  quanto à posição deste na votação da moção de censura ao Executivo, estamos em crer que assim é.

Isto a propósito do que,  ontem e hoje , ouvimos e vimos sobre a sua posição quanto à moção de censura apresentada pelo reviralho do Bloco de esquerda.

Com efeito, ontem ouviu-se  Luís Filipe Menezes afirmar que o PSD iria votar contra a moção do bloco de esquerda.

Para um partido que agora defende a ratificação parlamentar do Tratado de Lisboa, quando há dois meses defendia o referendo, nem se estranhava tal. Mesmo que isso parecesse mais uma colagem ao Executivo socialista, posição que, infelizmente a oposição social democrata parece defender.

Mas quando se pensava que essa iria ser a posição do PSD na Assembleia da República  eis que,  pouco depois, ao falar na SIC Noticias,  Santana Lopes vem afirmar que o PSD se absteria na votação dessa mesma moção de censura ao Governo.

E, de facto, assim aconteceu, ainda que os três deputados pela Madeira o tivessem feito por questões de disciplina partidária.

Começamos a desconfiar que se Luís Filipe Menezes "manda" no Partido, Pedro  Santana Lopes "manda" no Grupo Parlamentar.

O problema, para todos nós, é que os Deputados do Grupo Parlamentar representam todos aqueles que neles votaram confiantes que os mesmos reflectiriam a posição do Partido em matérias essenciais e não os  desejos deste ou  daquele "barão" , nobreza esta que Luís Filipe Menezes tanto detesta.

Portanto, que pensar? Houve desacerto? Houve falha de comunicação? Ou simplesmente há crise de autoridade?

Luis Filipe Menezes que se cuide. Não se preocupe com almoços de Natal, onde os participantes são  conhecidos , sendo que algums deles até estiveram  a seu lado na sua triunfal caminhada.

Preocupe-se sim com aqueles que, presentemente, se encontram em cargos de responsabilidade por terem  (i)merecido a confiança do líder.

É que a história não costuma dedicar sequer uma nota de rodapé a lideres fracos.

Mas que esta situação revolta, lá isso revolta!!!

 

publicado por pracana às 23:36
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.posts recentes

. E o "25 de Abril" também ...

. Natal de outrora!

. Passagem para a "outra ma...

. Uma passagem pedonal em Q...

. Bastonário , procura-se!

. Oeiras ou a Imaginação ao...

. Dr. Lopes da Mota, DEMIT...

. Comemorar o 35 de Abril?

. RAMALHO EANES: coerência ...

. A HONRA OU A VIDA?

.arquivos

. Abril 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds