Sábado, 26 de Janeiro de 2008

Bastonário à bastonada...

Começamos a ouvir o Sr. Bastonário da Ordem dos Advogados vociferar contra a alegada corrupção no país, a nível do poder politico.

Não nos espanta, por parte de quem , em momentos anteriores e nomeadamente quando arengava nos jornais, invectivava os políticos .

O que nos espanta e não podemos deixar de criticar é o facto do Sr. Bastonário da Ordem dos Advogados lançar um labéu generalista sobre todos aqueles que, de uma forma ou de outra, dão o melhor de si próprios para que o Sr. Bastonário possa viver em democracia.

Diz a nossa Constituição que os partidos existem para representar e formar a vontade popular.

Diremos nós, não só os partidos, mas também todos os cidadãos que fora dessas estruturas organizadas lutam pela melhor forma de representar os interesses dos cidadãos.

Os políticos , sobre quem o Sr. Bastonário atira , serão todos aqueles que exercendo um verdadeiro voluntariado cívico possibilitam a manutenção deste nosso Estado de Direito.

Não é admissível que se lance uma suspeita generalizada e, quando se pede a concretização, o Sr. Bastonário ou indica casos já analisados em sede judicial ou refere que não é policia, nem Procurador da República.

Com esta atitude, tomada agora na qualidade de máximo representante de uma classe , não se prestigia esta.

Aguardemos, pois, os próximos desenvolvimentos e pela concretização das acusações formuladas. Mas não daquelas que todos conhecemos. Merecemos - a existirem - saber das demais que, certamente Sr. Bastonário tem conhecimento.

Eu, como cidadão, exijo-o!

 

 

publicado por pracana às 22:29
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2008

PSD a duas vozes!

Sabemos que o PSD é um grande partido. Diz-se, com toda a propriedade, que é o partido mais português. E, pelo que vimos  quanto à posição deste na votação da moção de censura ao Executivo, estamos em crer que assim é.

Isto a propósito do que,  ontem e hoje , ouvimos e vimos sobre a sua posição quanto à moção de censura apresentada pelo reviralho do Bloco de esquerda.

Com efeito, ontem ouviu-se  Luís Filipe Menezes afirmar que o PSD iria votar contra a moção do bloco de esquerda.

Para um partido que agora defende a ratificação parlamentar do Tratado de Lisboa, quando há dois meses defendia o referendo, nem se estranhava tal. Mesmo que isso parecesse mais uma colagem ao Executivo socialista, posição que, infelizmente a oposição social democrata parece defender.

Mas quando se pensava que essa iria ser a posição do PSD na Assembleia da República  eis que,  pouco depois, ao falar na SIC Noticias,  Santana Lopes vem afirmar que o PSD se absteria na votação dessa mesma moção de censura ao Governo.

E, de facto, assim aconteceu, ainda que os três deputados pela Madeira o tivessem feito por questões de disciplina partidária.

Começamos a desconfiar que se Luís Filipe Menezes "manda" no Partido, Pedro  Santana Lopes "manda" no Grupo Parlamentar.

O problema, para todos nós, é que os Deputados do Grupo Parlamentar representam todos aqueles que neles votaram confiantes que os mesmos reflectiriam a posição do Partido em matérias essenciais e não os  desejos deste ou  daquele "barão" , nobreza esta que Luís Filipe Menezes tanto detesta.

Portanto, que pensar? Houve desacerto? Houve falha de comunicação? Ou simplesmente há crise de autoridade?

Luis Filipe Menezes que se cuide. Não se preocupe com almoços de Natal, onde os participantes são  conhecidos , sendo que algums deles até estiveram  a seu lado na sua triunfal caminhada.

Preocupe-se sim com aqueles que, presentemente, se encontram em cargos de responsabilidade por terem  (i)merecido a confiança do líder.

É que a história não costuma dedicar sequer uma nota de rodapé a lideres fracos.

Mas que esta situação revolta, lá isso revolta!!!

 

publicado por pracana às 23:36
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 1 de Janeiro de 2008

Cuba 2007 versus Portugal 2008

Meus amigos,

Como devem ter reparado estive em silêncio durante uns dias. Opções de férias de Natal em paisagens paradisíacas ditaram esse silêncio.

De facto, este ano apeteceu-me viajar para um destino dito ideologicamente "puro". Cuba!!

Que me desculpem os defensores do dito socialismo, mas o homem não vive só de saúde e de educação. Estes são, sem dúvida, grandes conquistas da "revolução". Quanto ao mais é triste ver homens, mulheres e crianças lutarem por uma vida justa e livre.

Vê-los procurar os celebres CUC´s ", ou seja os pesos convertíveis que lhes permitem o acesso a bens que os outros pesos , que circulam em paralelo e que servem de pagamento a todos os trabalhadores, não conseguem.

Sabiam, amigos que cada peso convertível vale 25 vezes mais que cada pesos corrente?

Eu fiquei agora a saber...

É paradoxal ver alguém que , na rua , nos oferece um exemplar do Granma ", jornal oficial do Comité Central do Partido Comunista de Cuba e, de seguida, nos pede um peso para comer...

E exemplos de paradoxos multiplicam-se numa ilha que não conseguiu ainda alcançar o pragmatismo oriental da China que aposta  "num país, dois sistemas".

Estou ciente - se dúvidas existissem - que se o Homem procura uma sociedade de bem estar, ela só  será alcançada através de um sistema democrático, livre e de base capitalista, ainda que necessariamente matizado de preocupações sociais e de algum intervencionismo estatal, que frei excessos de liberalismo.

Dizia Hugo Chaves no encerramento da IV Cimeira de Petrocaribe que reuniu em Cuba, na refinaria Camilo Cienfuegos durante a minha estadia na ilha que , e cito ", el socialismo es el único camino hacia la justicia , hacia la igualdad , hacia la libertad ; no hay otro camino que el del socialismo, no hay terceros caminos posibles".

A história e a realidade já se encarregaram de demonstar quanto tal é uma verdadeira ficção...

 

Mudando de assunto, pois também mudámos de ano.

Que nos espera este novo ano? Nada de bom...

Depois da proibição de fumar , que considero excessiva na sua formulação - e o meu  grande amigo Marcos Sá , que me desculpe - depois dos condicionalismos higiénicos excessivos de uma ASAE , depois da multiplicação de regras que nos limitam, que nos condicionam ( o tal fascismo normativo, de que que fala Pacheco Pereira ) que nos trará mais este "nosso" Governo em 2008?

Até ver nada de bom!

Aumento de preços em artigos essenciais!

Aumento da inflação em situação de estagnação económica, determinando aquilo que os economistas mais receiam.

Aumento de desemprego!

Será que algum indicador irá diminuir em 2008?

Parafraseando uma célebre frase direi ao Sr. Primeiro Ministro  "Porra ! Faça diminuir  alguma coisa"...

Já agora, um bom Ano Novo para todos vós.

 

publicado por pracana às 10:18
link do post | comentar | favorito

.pesquisar

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.posts recentes

. E o "25 de Abril" também ...

. Natal de outrora!

. Passagem para a "outra ma...

. Uma passagem pedonal em Q...

. Bastonário , procura-se!

. Oeiras ou a Imaginação ao...

. Dr. Lopes da Mota, DEMIT...

. Comemorar o 35 de Abril?

. RAMALHO EANES: coerência ...

. A HONRA OU A VIDA?

.arquivos

. Abril 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds